logoSintesp

SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO


Ética, competência, dignidade e compromisso com a categoria


Bem-vindo, sábado, 16 de dezembro de 2017.

Logo Fenatest Logo Força Sindical
21/06/2014

Eleições 2014 com DNA Prevencionista


Qual a importância de uma Liderança e Representação Política no Setor Prevencionista? É inegável o crescimento prevencionista no Brasil - e por que não citar no Estado de São Paulo - e isso, graças às nossas lideranças, que nos diversos setores, seja sindical, patronal e instituições públicas, têm se esforçado para a melhoria nas boas práticas prevencionistas e na relação empregado e empregador.

 

Contudo, não podemos negar também que o crescimento está além do  desejado e ou planejado para que, de fato, alcancemos a melhoria na qualidade de vida de nossos trabalhadores. E, se fizermos uma análise crítica de o por quê não avançamos a contento, poderemos concluir que a ausência de apoio político seja um dos fatores inibidores.

 

O SINTESP tem sido ousado nos últimos anos para a melhoria contínua dos conceitos prevencionistas e das condições de empregabilidade dos profissionais em SST. Em nossa última reunião, a Diretoria entendeu que é o momento de renovar e de apresentar novas estratégias para obtermos melhores resultados no setor. Considerando que precisamos aperfeiçoar nossa legislação e aplicabilidade destas, não só pela União, mas pelos Estados e Municípios, bem como melhorar as condições das empresas que laboram suas atividades, seja na prestação de serviços prevencionistas ou produção de equipamentos para assegurar a saúde e segurança dos trabalhadores, concluímos que uma liderança política se faz necessário a partir de agora.

 

"Há um descompasso entre a importância social da Segurança e Saúde do Trabalho, assim como dos prevencionistas e setor produtivo em SST pelas nossas atuais representações políticas”. Enquanto outros setores têm acesso facilitado na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa de São Paulo porque possui representantes, nós angariamos apoio pelo árduo exercício do convencimento de sermos importantes para a União e Estado”.

 

Destacamos que a preocupação com a representação política no setor é uma questão que está ligada a necessidade de avançarmos de forma mais rápida, estruturada, planejada, responsável e este ano, nas eleições, o SINTESP ousa mais uma vez: “Pretendemos, se assim caros leitores concordarem, apoiar candidaturas à Deputado Federal e Deputado Estadual com o DNA da Prevenção”. Pela primeira vez poderemos eleger profissionais da área de SST com compromisso comprovado, ideologia que nos representem - poderemos mostrar que somos capazes, sim, de eleger e sermos representados.

 

Precisamos influenciar as questões tributárias para o setor, as indicações ao MTE, na Fundacentro, na SRTE, as questões de empregabilidade para os recém-formados, a manutenção de ofertas para os que já exercem as atividades, tratamento diferenciado para quem faz prevenção e a quem investe em tecnologia para salvar vidas, entre outros temas relevantes e de interesse para a categoria prevencionista, mas, principalmente, toda a sociedade.

 

 

A Diretoria



Voltar para Editoriais