logoSintesp

SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO


Ética, competência, dignidade e compromisso com a categoria


Bem-vindo, domingo, 22 de outubro de 2017.

Logo Fenatest Logo Força Sindical

História


Da Aprossetesp ao SINTESP: três décadas de luta

Em 25 de novembro de 1982 nasceu a APROSSETESP - Associação Profissional dos Supervisores de Segurança no Estado de São Paulo, antecessora do SINTESP, primeiro passo para se defender os interesses de uma classe que não existia de direito, e sim, por fruto da determinação legal trazida pela portaria nº 3237, de 27 de julho de 1972, e, posteriormente, pela portaria de 08 de junho de 1978, ambas editadas pelo Ministério do Trabalho.



A criação da Aprossetesp marcou o início da luta para a criação de uma categoria diferenciada, pela solidificação da profissão, naquele momento chamada de Supervisor de Segurança do Trabalho, organizando e mobilizando pessoas para a busca de uma representação sólida e valorosa, capaz de lutar pelos ideais e anseios dos seus representados.



Esses valorosos companheiros, à frente da Aprossetesp, tinham como compromisso, uma luta árdua e diversas batalhas para vencer: uma delas, talvez a principal naquele momento, era a conquista do reconhecimento como categoria diferenciada; outra de grande envergadura era a reestruturação do currículo escolar adequado para a formação profissional, uma vez que os cursos emergenciais criados em 1972, não contemplavam os interesse da categoria, que clamava por um ensino que pudesse oferecer conhecimento necessário ao desempenho eficaz da profissão.



Outra prioridade importante, era a conquista e o reconhecimento da sociedade pela importância da nossa profissão, sensibilizar esta sociedade quanto ao valoroso papel dos nossos companheiros de trabalho que exerciam um verdadeiro papel de cidadania e coragem ao escolher a profissão.



Mas, para vencer estas batalhas e conquistar aquelas e outras vitórias, era preciso organizar uma categoria, agregar novos companheiros de luta, era preciso engrossar nossas fileiras.



A diretoria da Aprossetesp, depois de muitas batalhas, idas e vindas a Brasília, lutas contra as burocracias de um sistema conservador, num verdadeiro aprendizado de trabalho digno e compromisso para a coletividade, conseguia seus objetivos gradativamente.



Muitos companheiros colaboraram nessa luta histórica e nela devemos incluir nomes ilustres como o Dr. João Emilio de Bruin, advogado e secretário do IBS - Instituto Brasileiro de Segurança; José Roberto Sevieri, diretor executivo do grupo da Revista CIPA; e o companheiro Oduvaldo Requião, presidente da Aprossetesp.



Sua primeira sede foi na Avenida Jurucê nº 571, no bairro de Moema, em São Paulo. A primeira diretoria tomou posse no início de 1983 e, o presidente, Oduvaldo Requião, teve como companheiros de diretoria Armando Henrique, José Pereira dos Reis, Antonio Tiburcio, Elio Contini, Albino dos Santos Crucialeiro, Homero Tadeu Betti, Claudio Rizzi, Luiz Otávio Martins Gonçalves, Euclides dos Santos Queiroz, Adolfo Hauza Rodrigues e José Roberto Araujo. José Roberto Sevieri atuou como assessor de relações públicas da Entidade.



Durante esta gestão foram realizados trabalhos assessorados pelo Dr. João Emílio de Bruin, focalizados no reconhecimento da categoria de Supervisor de Segurança do Trabalho, regulamentação da profissão, e a obtenção da Carta Sindical, concedida pelo Ministério do Trabalho, principal documento, segundo as regras brasileiras para o reconhecimento de Sindicato representante de uma categoria.



Em fevereiro de 1986, a Aprossetesp mudou de casa, estabelecendo sua sede na Rua Cásper Libero nº 58, no centro da cidade de São Paulo e, no início deste mesmo ano, tomou posse a 2ª diretoria da Entidade que teve a incumbência de dar sequência aos trabalhos. A diretoria era composta por Wilson Lourenço, presidente; Fábio de Toledo Piza, Joaquim Eduardo Junqueira, Heitor Domingues de Oliveira, José Edgard C. Silva Filho, Dirceu de Barros Fernandes Ribeiro, Wanderlei Mendes Ferreira, Marcos Antonio A. Ribeiro, Paulo Alberto Antonio, Eigne Tavares da Silva, Armando Henrique, Luiz Antonio Izipon, João Bosco F. Coelho, Antonio Sorano e José de Souza Santos. Nesta gestão José Roberto Sevieri também atuou como assessor de relações públicas.



Com o reconhecimento da profissão de Supervisor de Segurança do Trabalho e aprovação da profissão com a denominação Técnico de Segurança do Trabalho, esta nova gestão iniciou várias frentes de atividades técnicas e políticas para a categoria e a Entidade, entre elas, a elaboração e aprovação do primeiro currículo escolar para o curso técnico; os encontros se transformaram em congressos; ocorreu a 1ª Plenária dos Técnicos de Segurança do Trabalho com várias reivindicações, cursos de capacitação para a categoria, entre outras atividades de apoio.



Enfim, nasceu o SINTESP!

Em 4 de outubro de 1988, em meio a tantas lutas foi assinada oficialmente a Carta Sindical, transformando a Aprossetesp no Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho no Estado de São Paulo, o SINTESP. Naquele momento histórico, o SINTESP colaborou ainda com a ANSET - Associação Nacional dos Supervisores de Segurança do Trabalho, com seu presidente José Carlos Feliciano, para que outras associações estaduais se tornassem sindicato e participou dos trabalhos em Segurança e Saúde do Trabalho da nova Constituição Brasileira, mostrando compromisso, capacidade e consciência política.



No início de 1989 toma posse a primeira diretoria do SINTESP, iniciando uma nova fase na Entidade. Neste período foram importantes como incentivadores e, também, em recursos financeiros para custear as viagens e estadas, o empresário da Protin e presidente do Sindiseg, Mauro Daffre; e o presidente da Animaseg, Luiz Eduardo de Carvalho. Os pioneiros da 1ª diretoria do SINTESP foram: Wilson Lourenço, Presidente; Tarciso José de Paula, Jorge Guerreiro B. Gonçalves, José Edgar Carneiro da Silva Filho, João Bosco F. Coelho, Rivaldo M. G. Villarinho, José Ferreira do Nascimento, Ademar José de Oliveira, Heitor Domingues de Oliveira, Fabio de Toledo Piza, Israel Benedito Mateus, Aloizio Ribeiro, Daniel Marcos Larios Martinez, José Domingos Zanco e Clovis de Campos Milavida. Neste mesmo ano foi criada a primeira regional do SINTESP – ABCDMRP, que teve à frente os companheiros: José Ferreira do Nascimento, Sebastião Ferreira da Silva, Gilberto Caetano de França, Jean Venâncio Soares, Armando Carneiro de Freitas, Pedro Salustiano dos Anjos, Manoel Daniel do Couto, Francisco Gilberto Bastos, Maria Cleide Oshiro, José Casimiro dos Santos, Antonio Carlos Gonzales e João Henrique Bueno.



Em 1991, o SINTESP saiu à frente de lutas políticas sindicais e filiou-se a então recém- formada Força Sindical.



No ano seguinte, aconteceu a disputada eleição histórica, realizada na sede da ABPA, no bairro do Cambuci, em São Paulo, com o envolvimento de duas chapas, e, com a vitória da situação, assumiu como presidente José Ferreira do Nascimento, tendo como companheiros de diretoria Valdete Lopes Ferreira, Joaquim da Costa Amaro, Sebastião Ferreira da Silva, Heitor Domingues de Oliveira, Bartolomeu Raimundo de Oliveira, Laerte dos Santos, Francisco Thomé Filho, João Roberto Gomes de Souza, Eduardo Neves, Elcio Pires e Adonai Ribeiro.



A partir desse período várias conquistas ocorreram, dentre as quais destacamos a organização de nove subsedes no estado de São Paulo, inúmeros eventos realizados com sucesso, mudança para uma sede mais ampla no bairro do Paraíso, além da implantação da informatização em rede e da criação da Fenatest - Federação dos Técnicos de Segurança do Trabalho.



No período de 1995 a 2003, Valdete Lopes assumiu a presidência com, praticamente, os mesmos diretores da gestão anterior, tendo Armando Henrique como o 1º vice-presidente. Destacou-se dentre as conquistas, as negociações que deram origem à primeira Convenção Coletiva de Trabalho, com o maior piso nacional para uma categoria de nível técnico. Foram realizadas inúmeras mesas de negociação (mesas redondas) na então DRT/SP, e seminários por todo o Estado.



Outro fato histórico de grande importância naquele período, para a categoria, foi a ampliação da diretoria de Comunicação, com a criação do jornal 1º Passo e do primeiro site do Sindicato, tendo à frente os companheiros Adonai Ribeiro e Heitor Domingos de Oliveira. Foram criadas secretarias específicas visando o melhor desenvolvimento dos trabalhos, criado setor de homologações, o depto. Jurídico, e diversas parcerias e eventos em conjuntos com outras entidades sindicais, trabalhos iniciados com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo.



O SINTESP se destacou participando de trabalhos de diversos grupos tripartites, atuando desde o início deste modelo sócio-participativo de legislação com foco na área de segurança e saúde do trabalhador, representando a Central Força Sindical, em nível nacional.



Marcou sua participação em feiras de exposição voltadas à SST, pelo desenvolvimento de diversos cursos de atualização, convênios diversos, entre outras benfeitorias os associados.



Em fevereiro de 2003, ocorreu nova eleição para a diretoria, assumindo como presidente Armando Henrique, tendo como companheiros de diretoria Valdete Lopes Ferreira, Heitor Domingues de Oliveira, Valdírio Antonio Guerra, Sebastião Ferreira, Marcos Antonio Ribeiro, Luiz Carlos Spinelli, Laerte dos Santos, Francisco Thomé Filho, Adonai Ribeiro, Olívio de Oliveira Filho, José Antonio da Silva, Helena Aparecida Conci, João Roberto Gomes de Souza e outros diretores na sede e nas 10 regionais.



Nesta gestão, o SINTESP iniciou a implantação do novo sistema de informatização, e, o grande feito desta gestão foi a conquista da sede própria que fica na Rua 24 de maio nº 104, no 5º andar, oferecendo mais conforto aos seus associados. Além disso, deu continuidade e dinamização aos trabalhos desenvolvidos, como cursos, palestras e seminários, participação nas comissões tripartites, além da campanha permanente de novos associados, e atualização nas comunicações, a exemplo do novo site do SINTESP, implantado no início do ano de 2004 e criação de um vídeo institucional. A Entidade também instituiu, neste período, a meta de crescimento de 20% em cada ano e também a implantação e organização de um novo estatuto.



Em 2007, Armando Henrique reeleito presidente, reformulou as secretarias, criando seis diretorias, tendo à frente os diretores da executiva, Marcos Antonio Ribeiro, Laércio Fernandes Vicente, Heitor Domingues de Oliveira, Sebastião Ferreira da Silva, René Alves Cavalcanti e Wagner Francisco de Paula. A diretoria estadual, além dos companheiros antigos, conta agora com novos dirigentes como Tânia Angelina dos Santos, Cosmo Palasio de Moraes Jr., Luiz de Brito Porfírio, Jorge Gimenez Berruezo, Rogério de Jesus Santos, Milton Perez, Valdizar Albuquerque Silva e Adenias Santos Silva. Logo no inicio desta gestão, o SINTESP adquiriu um veículo para melhor atender a demanda de eventos, principalmente, no interior do Estado, ampliou sua Biblioteca, lançou o novo vídeo institucional e criou uma lan house, em sua sede, para uso dos associados.



Nesta gestão foi instituída como meta o compromisso permanente de focalizar o crescimento contínuo da entidade e o de lutar pela criação do tão almejado Conselho de Classe dos Técnicos.



A gestão da diretoria atual, tendo à frente o companheiro Marcos Ribeiro, o Marquinhos, tomou posse em 2011 e, além da continuidade das metas de realizações, focaliza seus trabalhos na valorização do profissional Técnico de Segurança do Trabalho. Prioriza as atividades das regionais, os eventos em todo o Estado, a capacitação profissional, a participação dos seus dirigentes nas comissões tripartites em seus diversos níveis – desde o municipal ao nacional - e nas representações sindicais, além de socializar informações que resultem em conhecimento que possam contribuir para o crescimento profissional, político e social dos seus representados.



Seu lema é: Ética, seriedade e compromisso com a categoria.



Para acessar o arquivo em PDF com as fotos:


CLIQUE AQUI

Para baixar o arquivo em PDF com as fotos: (35MB)


CLIQUE AQUI

Presidentes da Entidade

Oduvaldo Requião (Aprossetesp) - de novembro de 1982 a fevereiro de 1983 (presidente provisório) e Aprossetesp - de fevereiro de 1983 a abril de 1986.
Wilson Lourenço (Aprossetesp) – de abril de 1986 a março de 1989 e (SINTESP) - de março de 1989 a março de 1992 (duas gestões).
José Ferreira do Nascimento (SINTESP) - de março de 1992 a março de 1995.
Valdete Lopes Ferreira (SINTESP) - de março de 1995 a março de 2003 (duas gestões).
Armando Henrique (SINTESP) - de março de 2003 a abril de 2011 (duas gestões).
Marcos Antonio A. Ribeiro (SINTESP) - desde Abril de 2011 (atual).