logoSintesp

SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO


Ética, competência, dignidade e compromisso com a categoria


Bem-vindo, segunda-feira, 26 de junho de 2017.

Logo Fenatest Logo Força Sindical
10/11/2015

1ª Convenção da FENATEST promoveu integração da categoria


 

Representantes dos TSTs de todo o Brasil participaram de discussões estruturais e aproveitaram a oportunidade de integração

 

Aconteceu de forma bem sucedida a 1ª Convenção da FENATEST – Federação Nacional dos Técnicos em Segurança no Trabalho, realizada em paralelo à Reunião Anual do Conselho de Representantes, na sede da CNTC – Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio – em Brasília (DF), nos dias 28 e 29 de outubro. A iniciativa consagrou a importante oportunidade de discutir questões fundamentais da categoria dos Técnicos de Segurança do Trabalho no Brasil. A convenção teve representantes de 55 sindicatos regionais, de 24 estados, que se reuniram em torno das discussões mais relevantes para o futuro da categoria. O encontro também foi dedicado ao planejamento de ações concretas para a valorização dos trabalhadores em função tão importante na prevenção de acidentes e doenças do trabalho em todo o país.

 

“A participação de todos deu à convenção o resultado esperado, no sentido de poder organizar as formalidades e procedimentos da FENATEST, assim como o plano de trabalho. A integração também foi importante, com debates para enfrentar entraves no aprimoramento do estatuto, democraticamente. Mas foi bom perceber que o ‘trem está nos trilhos’ e o grande desafio é mesmo fortalecer o sindicato, enquanto se organizam os processos financeiros e operacionais”, avaliou Armando Henrique, presidente da FENATEST. A convenção foi um marco na proposta de valorização da profissão de Técnicos de Segurança do Trabalho, quando os assuntos na pauta tratavam desde temas estruturais até as propostas para o futuro.

 

Entre os debates estavam a aprovação do relatório do conselho fiscal sobre o balanço financeiro do ano de 2014, bem como da aprovação da projeção orçamentária para 2016. A ocasião também era propícia para as deliberações sobre reforma do Estatuto e da outorga para elaboração de reivindicações da categoria para Convenção ou Dissídio Coletivo de Trabalho na Data Base de 1º de Maio/2016.

 

Por concentrar os representantes da categoria em âmbito nacional, a reunião levantou questões dos poderes da diretoria da FENATEST para 2016, de modo que negocie e firme Acordo ou Convenção Coletiva de Trabalho, com validade para os Estados inorganizados, e ou suscite Dissídio Coletivo de Trabalho de natureza econômica com empregadores que responderem por estabelecimentos bases interestaduais. Outro tema definido no encontro foi a fixação da Contribuição Assistencial para custeio das negociações e Dissídio Coletivo da categoria, abrangendo associados ou não, assunto a ser incluído na pauta de reivindicações. Diante disso, a assembleia foi declarada em caráter permanente, até que sejam concluídas as negociações ou o processo de Dissídio. Houve ainda a deliberação sobre filiação em Central Sindical.

 

Um momento de congraçamento foi quando a diretoria homenageou, como destaque do ano, o Senador Paulo Paim, que também é Técnico de Segurança do Trabalho, pela franca defesa dos direitos dos trabalhadores, e por atuar contra o descaso com a situação de acidentes e doenças trabalho. O senador destacou-se especialmente diante da tragédia ocorrida com o incêndio da Boate Kiss, no Rio Grande do Sul (que resultou na morte 124 jovens e 18 funcionários da casa noturna), além de liderar combates às ameaças de precarização de ações tripartites, com a suspensão da aplicação da NR-12.

 

Como resultados dos debates foram definidas quatro propostas de trabalho: a) Melhoria do processo de comunicação da FENATEST; b) Implantação de apoio jurídico, para os sindicatos filiados; c) Implementação de processo de formação de equipes com os diretores da federação; d) Formação/qualificação para implementar processos de busca de qualidade e adequação de quantidade.

 

“A importância da unidade e da integração nas ações dos dirigentes sindicais é um dos objetivos neste momento, considerando que estamos entrando em uma nova fase da nossa federação. Com as principais dificuldades de organização já superadas, cabe daqui para frente produzir resultados com ética, competência e dignidade”, concluiu o presidente Armando Henrique.

 

Assessoria Imprensa SINTESP

 

Voltar para Notícias