logoSintesp

SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO


Ética, competência, dignidade e compromisso com a categoria


Bem-vindo, sexta-feira, 18 de agosto de 2017.

Logo Fenatest Logo Força Sindical
31/08/2014

14º ENCIMESP: cipeiros metalúrgicos e técnicos de segurança na prevenção


 

Cerca de 250 cipeiras e cipeiros metalúrgicos participam 14° Encimesp – Encontro de Cipeiros Metalúrgicos de São Paulo, no seu primeiro dia, quinta-feira (28), no Centro de Lazer da Família Metalúrgica, em Praia Grande, colônia praiana do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes. O evento desde a primeira edição é desenvolvido pelo Depto. de Saúde do Trabalhador (DSST) do Sindicato, que tem à frente o diretor Luisinho e, como coordenador técnico nosso colega Adonai e o técnico de segurança Bruno.

 

Nesta primeira rodada, dirigentes sindicais falaram de suas pastas, iniciativas e projetos aos cipeiros presentes neste primeiro dia e, todos os participantes destacaram a importância da melhoria das condições de trabalho, na preservação dos acidentes e doenças no trabalho.

 

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Miguel Torres, destacou a importância da organização para avançar com sucesso na melhoria dos ambientes de trabalho, entre outras observações, falou da importância das normas regulamentadoras, a exemplo da NR 12, que trata da proteção das máquinas e equipamentos, e lembrou que desde a década de 1980 o Sindicato atua em defesa da saúde do trabalhador, lembrando que o Departamento de Segurança e Saúde do Sindicato tem tradição no movimento sindical, sendo um dos pioneiros na implantação de mapas de riscos com os trabalhadores. “Conquistamos direitos por meio do departamento e ganhamos prêmios por trabalhos desenvolvidos, como o vídeo Máquina, Risco Zero... Nossa Meta! editado pelo Sindicato”, lembrou Miguel Torres.

 

O diretor Luisinho, responsável pelo Departamento de Saúde do Trabalhador (DSST), falou da luta pra melhorar a NR 12 (Norma Regulamentadora) e que, depois de um difícil e longo processo de negociação tripartite, que envolveu representantes dos empresários, trabalhadores, governo e entidades ligadas à segurança do trabalho, alguns setores patronais, como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), estão condenando porque alegam que a norma vai dar prejuízo financeiro às indústrias.

 

A Leninha, diretora do Departamento da Mulher do Sindicato, comentou que as mulheres sempre estiveram presentes nas principais lutas, mas, acredita que a sociedade sempre as deixou para trás e as escondeu. Informou que – felizmente - seu Sindicato luta pela participação cada vez maior das mulheres nas ações sindicais, e tem hoje seis diretoras representando o sexo feminino, demonstrando uma verdadeira sociedade democrática que possibilita que homens e mulheres trabalhem juntos. Destacou estar orgulhosa ao ver que o 14º Encimesp foi marcado pela presença considerável de mulheres.

 

O diretor Cícero Mendonça, responsável pelo Departamento Jurídico do Sindicato, falou sobre a atuação do seu departamento em relação às ações em defesa dos direitos dos cipeiros, e esclareceu dúvidas sobre a questão da estabilidade, mandato da CIPA, transferência e cipeiros para outras localidades, entre outras questões sobre o assunto.

 

Adonai, responsável técnico pelo DSST falou sobre as atividades e prioridades do departamento, priorizando a participação da equipe nas fábricas metalúrgicas, subsidiando o trabalho de negociação dos diretores sindicais, pela melhoria das condições e dos ambientes de trabalho, entre outras atividades. Comentou ainda, que o setor desenvolve anualmente a renovação e novas propostas de cláusulas para as convenções coletivas de trabalho (http://www.metalurgicos.org.br/materia.asp?id_CON=12284), que serão alvo de discussões e negociação com o patronato, desenvolve materiais como revistas em quadrinhos (HQ), pesquisas de diversos temas, como de acidentes e doenças do trabalho, ergonomia, proteção de máquinas e equipamentos, faz ainda um trabalho de orientação de trabalhadores, entre outras atividades.

 

O presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas, da Força Sindical, Carlos Ortiz, ao falar para os presentes, lembrou que hoje as pessoas estão vivendo mais, sendo importante o trabalhador executar suas atividades com segurança e saúde, para poder gozar de uma aposentadoria com saúde e dignidade. Defendeu que os técnicos de segurança, que hoje são contratados pelas empresas, deveriam ser indicados pelos sindicatos, e, somente poderiam ser demitidos com o aval dos trabalhadores, caso não atuassem de forma que não contemplasse os anseios requeridos.

 

Serginho, como é chamado o presidente da Federação dos Trabalhadores Químicos do Estado de São Paulo, que desenvolvia na mesma data um evento similar (cipeiros e profissionais de segurança e saúde no trabalho) exatamente em frente a colônia de férias dos metalúrgicos, falou da importância do papel do cipeiro, para que seja fortalecida a luta pela prevenção. “É um dos caminhos para se combater os acidentes de trabalho e, a prevenção envolve o cipeiro na fábrica, o serviço da segurança e saúde, o sindicato na fiscalização, e um Ministério do Trabalho atuante e que hoje, infelizmente está quebrado”, comentou Serginho.

 

Presença dos Técnicos

 

No segundo dia do 14º Encimesp, contou-se com a presença dos convidados técnicos de segurança do trabalho, que se misturaram aos cipeiros e cipeiras, lotando plenamente o auditório.

 

Entre os técnicos estiveram presentes, o presidente licenciado Marquinhos, os diretores Armando Henrique e Sebastião, além de diversos companheiros e de grupos de estudantes técnicos. Participaram ainda, dirigentes de outras categorias ligadas à Força Sindical, e de dirigentes da própria Central. O evento contou com a presença do ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, que falou aos cipeiros e técnicos sobre o papel do Ministério do Trabalho na fiscalização dos ambientes de trabalho.

 

Tanto a Federação dos Químicos, quanto o Sindicato dos Metalúrgicos de SP, filiados à Força Sindical, entregaram uma carta ao ministro do trabalho, contendo uma pauta de reivindicações comuns às duas categorias, dentre elas pleiteando a manutenção da NR 12 e outras questões importantes.

 

Como principal atividade neste segundo dia do encontro, os cipeiros e os técnicos de segurança do trabalho puderam assistir e participar das palestras relacionadas ao tema “O trabalho como determinante no processo saúde-doença”, com a socióloga Ana Claudia Moreira Cardoso, e sobre ”Cláusulas e Reivindicações de Greves Sobre Saúde do Trabalhador”, com a socióloga Luciana Morgado.

 

Foi distribuída uma pesquisa sobre Nanotecnologia, cujo trabalho está sendo desenvolvido pelo DSST do Sindicato.

 

SINTESP faz homenagem ao DSST do Sindicato dos Metalúrgicos de SP

 

Durante o evento, Marquinhos, presidente licenciado do SINTESP, homenageou o DSST do Sindicato dos Metalúrgicos de SP, entregando uma placa ao diretor Luisinho em homenagem ao trabalho que vem realizando na área de segurança e saúde do trabalhador. Luisinho, ao receber a placa pelas mãos do Marquinhos, dividiu a homenagem aos diretores e equipe do seu Sindicato, e chamou para o registro daquele momento, ao lado do Marquinhos, o presidente Miguel Torres e o companheiro Adonai. 

 

Voltar para Notícias