logoSintesp

SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO


Ética, competência, dignidade e compromisso com a categoria


Bem-vindo, sábado, 24 de junho de 2017.

Logo Fenatest Logo Força Sindical
09/03/2016

SINTESP implanta Diretoria de Ética, Cidadania e Trabalho


O Portal SINTESP publica a entrevista concedida ao jornal Primeiro Passo, com nosso colega Cosmo Palásio, à frente da nova diretoria de Ética, Cidadania e Trabalho, desejando total sucesso na realização deste trabalho importante, que certamente trará reflexos significativos para toda a categoria

 

No dia 2 de março, o SINTESP deu mais um importante passo em prol da categoria. A entidade iniciou os trabalhos da Diretoria de Ética, Cidadania e Trabalho, dirigida por Cosmo Palásio. Ele nos contou que essa iniciativa surgiu a partir de longos diálogos com nosso presidente, Marquinhos, por meio dos quais entre outras coisas foi analisada a necessidade do mundo atual e a ideia de inovar na forma de atuação do nosso sindicato - sempre pensando no que isso poderia ter de bom para a categoria como um todo. Cosmo salienta que esse tema foi sendo construído aos poucos, hora pela soma de ideias; em outras pelo conflito de forma saudável e chegaram a conclusão, no inicio de 2016, da importância de implantar esta nova Diretoria.

 

Cosmo considera importante, que devido as constantes mudanças pelos quais passa a sociedade como um todo, e com foco mais próximo das relações de trabalho e, dentro disso, as questões de Segurança e Saúde no Trabalho, que também parte da atuação do Sindicato mude na direção de ocupar mais espaços, trabalhar com ações focadas nas novas realidades, entre outros aspectos.

 

Ele nos concedeu uma entrevista especial, na qual aponta o direcionamento dos trabalhos, objetivos e o que a nova Diretoria irá agregar para os técnicos de segurança. Confira:

 

PP - Qual será a principal linha de trabalho desta nova Diretoria?

 

Cosmo - Essa diretoria trás em seu nome  três palavras que por si são muito complexas, ETICA, CIDADANIA e TRABALHO e que justamente definem a linha de trabalho.

 

Ética: o primeiro ponto e direção e que não é possível  existir prática cidadã ou mesmo trabalho adequado sem que seja observada a ética - uma palavra hoje com seu sentido um tanto quanto prejudicado em meio a sociedade brasileira e muitas vezes mais associada a corporativismos do que de fato interesses maiores. 

 

A palavra ética é derivada do grego, e significa aquilo que pertence ao caráter que por sua vez - o caráter - é o que determina a conduta, os valores e a firmeza moral que definem a coerência das ações, no caso profissionais.

 

Não é preciso pensar muito para entender o quanto isso nos falta hoje em toda sociedade e o quanto é uma das principais causas de todos os males que sentimos em nossas vidas. Claro que em uma área que lida com saúde e vidas, isso quando mal cuidado torna-se ainda mais grave pelas consequências que pode ter. 

 

A ambiciosa ideia passa pelo entendimento de que temos hoje atuando em SST muita gente que nasceu na era da Lei de Gerson e que aprendeu a vantagem como uma qualidade e pelo caminho só teve isso alimentando pelas circunstancias sem maiores chances de ser apresentando a um novo olhar. Aprendeu também - vendo o que ocorre - que a ética boa parte das vezes é utilizada entre iguais para se protegerem em determinas situações - e isso fez mais ainda com que a palavra perde-se seu rico e pleno sentido. Nos queremos demonstrar através de pequenas ações o quanto isso é problema e o quanto a ética é muito mais ampla e necessária para que nossas ações sejam bem pautadas e o faremos inserindo o assunto em todas as oportunidades e meios possíveis (inclusive no PP) e o quanto todos ganhamos quando entendemos a importância da ética para o coletivo.

 

Ética pode significar muita coisa - em relação a muitas outras coisas basta que coloquemos o olhar de forma mais ampla

 

Cidadania: lá na Grécia antiga pressupunha todas as implicações decorrentes de uma vida em sociedade - hoje podemos entende-la como a prática dos direitos e deveres de um(a) indivíduo (pessoa) em um Estado que nos leva a qualidade ou condição de cidadão.

Claro que não há qualquer dificuldade em entender o quanto nos tempos atuais houve um tendência a conhecer direitos e ao mesmo tempo um certo desconhecimento em relação aos deveres - isso empobrece as relações e o coletivo. No caso da profissão técnico de segurança do trabalho é muito comum as pessoas se preocuparem apenas com o quanto vão ganhar sem supor que isso tem uma contrapartida, é comum exigirmos a continuidade da NR 4 mas sem nos preocuparmos com sua plena aplicação - ou seja direitos sem deveres. Isso é uma doença que além de tudo leva pessoas a realizações deficientes, comportamentos sociais bastante vagos.

 

Além disso antes de sermos profissionais em suas especialidades somos todos cidadãos - o que quer dizer que o conhecimento que temos na atuação que no trás o sustento pode e deve ser aplicado em prol do coletivo mais amplo - ou seja o aspecto cidadão do especialista. Pouca gente tem ideia do quanto isso é necessário e melhor ainda o quanto nos faz melhores como pessoas. O que desejamos aqui é ampliar a consciência quanto as possibilidades de atuação, os espaços que podem e precisam ser ocupados o levar a segurança e saúde no trabalho para todas as pessoas e em todos os lugares.

 

Trabalho: em relação ao trabalho precisamos compreender o que vem ocorrendo e o que vai ocorrer nesse campo - qual o papel que pode existir para os técnico de segurança do trabalho no hoje e, mais ainda, no amanhã e o que precisa ser feito para que isso ocorra de forma a atender os interesses da sociedade e também os da categoria - nessa ordem. Além disso existe a intenção de auxiliar da prospecção - a partir de muitas fontes - de possíveis vagas visando auxiliar a colocação e a recolocação de pessoas.

 

Em resumo: Que Deus nos ajude !

 

PP - Como os TST’s serão envolvidos nas ações desta nova Diretoria?

 

Cosmo - Em diversos momentos e oportunidades, a primeira delas com a abertura de um canal via e-mail através do endereço  etica@sintesp.org.br - onde todos os assuntos serão tratados com rigoroso sigilo para informações, denuncias e qualquer tipo de comunicação relativa a atuação de nossos profissionais (registro em mais de um emprego por exemplo) ou de situações de empresas que tenham obrigação de atender a NR 4 e não o façam, etc.

 

Em outros momentos em atividades dentro do próprio sindicato ou nas suas regionais através de ações informativas ou educativas pertinentes aos temas da diretoria

 

Um ponto importante que já iniciamos são as visitas aos locais de trabalho onde, no papel de Diretor desta nova pasta, em companhia de outros diretores, dedicaremos parte do tempo a estar próximo aos nossos colegas, aproximando o Sindicato da realidade dos técnicos de segurança do  trabalho. Essa experiência tem sido muito interessante porque o profissional técnico de segurança geralmente atua isolado dentro de uma empresa - se é cadastrado no sindicato ainda recebe informações - mas quando não pouco ou nada sabe do que esta ocorrendo - é o saber, o estar informado em SST é uma base para a atuação correta.

 

Claro que o uso das nossas mídias também será de suma importância, chamando a atenção tanto para a ética na atuação profissional, como para a cidadania.

 

PP - Quais suas perspectivas à frente desse trabalho no SINTESP?

 

Cosmo - Tenho muitas perspectivas e mais ainda expectativas de dar uma forte contribuição para que lá no final do processo, lá na ponta, tenhamos uma segurança e saúde do trabalho melhor. Vejo isso como uma oportunidade de servir, de propiciar melhoras no âmbito da nossa categoria e, por consequência, que isso impacte a sociedade de forma geral em relação a SST.

 

Bem, sabemos que a luta será árdua e que muito trabalho deverá ser feito sob o prisma da ética, cdadania e trabalho. Agradecemos as palavras do Cosmo e desejamos a ele, o mesmo sucesso que que tem sido o marco nas suas iniciativas ao longo de sua carreira.

 

Ass. Imprensa SINTESP

 

Voltar para Notícias