logoSintesp

SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO


Ética, competência, dignidade e compromisso com a categoria


Bem-vindo, segunda-feira, 11 de dezembro de 2017.

Logo Fenatest Logo Força Sindical
01/04/2017

Um triste abril verde!


 


A sociedade – especialmente representada por organizações voltadas à SST (Segurança e Saúde do Trabalhador) e organismos sindicais - se mobiliza em torno da melhoria dos ambientes de trabalho, no sentido de minimizar a triste realidade dos acidentes e das doenças que vitimam centenas de trabalhadores todos os dias, em nosso País.

 

O SINTESP lamenta as mortes, as mutilações e todo o prejuízo em torno da precarização do trabalho, de modo geral e, principalmente, os últimos acontecimentos, vistos com tristeza, pelas pessoas de bom senso: o desmonte da CLT, iniciado pela terceirização irrestrita.

 

Por outro lado, especialmente no dia 28 de abril, lembramos e homenageamos as vítimas do trabalho em todo o mundo, acidentados, doentes e mortos em função do trabalho, sem nos esquecermos das famílias desamparadas devido a toda esta tragédia.

 

Agora, exatamente neste momento, lamentamos mais ainda, em função da sanção da lei da terceirização, contramão da evolução do mundo do trabalho, condenada por magistrados, pela oposição política, por todas as entidades que representam os trabalhadores, independente das suas profissões, ramos de atividade e de ideologias, aplaudida por maioria dos empregadores e daqueles que permitiram que ela virasse realidade: nosso congresso e o governo, numa atitude que sequer merece comentários.  

 

Lamentamos os rumos para a precarização legal do trabalho, do aumento dos acidentes e doenças, e toda a gama de malefícios que a terceirização, da forma que aí está, poderá trazer aos trabalhadores, criando um novo quadro de atropelos, de desmandos e de impotência daqueles que serão usados neste modelo.

 

Lamentamos as dúvidas, as incertezas em certamente virão.

 

Lamentamos por não saber como funcionará a segurança e saúde do trabalhador no dia de amanhã, no futuro imediato, a partir desse processo desastroso e indiscriminado.

 

Contudo, nós do movimento sindical e as pessoas de bem, não somente no mês de abril, ou no dia 28 de abril, mas, todos os dias de nossas vidas, estaremos lutando por um Brasil melhor, mais digno, e de verdade.

 

A diretoria

 

Voltar para Notícias